23 agosto 2017

Últimas novidades da editora @Ler_Editorial


Olá gente linda!
Vamos falar de lançamentos? Nesses últimos dias eu estava olhando os lançamentos da Ler Editorial para colocar na minha lista da bienal e eles estão tão legais que foi impossível escolher apenas dois. Tem romance de época! Acho que já entenderam do que estou falando, né? Vejam abaixo:

Na adolescência, Jennifer precisou superar a perda dos pais e a traição do namorado com sua melhor amiga. Mas o tempo e o irmão inseparável deram a força que ela precisava para seguir adiante. O emprego dos sonhos é a primeira de muitas conquistas e é só o começo de uma sessão de flashes emocionantes em sua vida. Ela está prestes a conquistar o coração de alguém bastante improvável, mas terá que lutar para superar os obstáculos que estão por vir.
Retratos de Uma Vida narra a história da fotógrafa Jennifer Torres, seus conflitos no início da vida adulta, as dificuldades para conseguir um bom emprego e a descoberta do amor. Um livro que experimenta a fórmula teen dos dramas americanos em nossa cultura, trazendo uma história repleta de superações e reviravoltas.

Louis, um publicitário ítalo-americano na faixa dos 30, não tem do que reclamar: é bem sucedido, viajado, extremamente belo e sedutor. Porém, o falecimento repentino de seu avô o faz descobrir uma carta amarelada e amassada, e com ela, a espanhola Carmen. Seu único objetivo era proteger a herança da família, dona de uma rede de confeitarias italianas espalhadas pelos EUA, mas ele acabará preso em teias encaracoladas cor de carmim.

Quando Andrew, finalmente, decidiu se declarar para Karen, uma briga entre os dois terminou em um acidente de carro que o deixou entre a vida e a morte. O peso da culpa caiu sobre ela como um carrasco, fazendo com que prometesse a Andrew que, se ele sobrevivesse, ela lhe daria uma chance.
Porém, enquanto Andrew está no hospital, Paul Newman consegue derrubar as barreiras de Karen, uma a uma, ganhando acesso à sua vida e aos seus sentimentos. Mas Andrew acorda e, por um acaso do destino, se lembra da promessa que a amiga fez enquanto ele estava em coma.
Agora, Karen se depara com uma difícil decisão: cumprir a promessa, sendo leal ao seu melhor amigo, ou ficar com Paul, o homem que transformou seu coração? Você não pode perder o desfecho dessa dolorosa história de amor, amizade, luta e superação.

Karen se mantém enclausurada em si mesma, fugindo de qualquer relacionamento mais íntimo com outra pessoa. O único com acesso à sua vida é Andrew, seu melhor amigo, que para permanecer ao seu lado oculta seus verdadeiros sentimentos. A vida de Karen é linear e previsível, até o surgimento de um cliente sedutor que pode transformar seus sentimentos e sua visão de mundo.
O perturbador Paul Newman tem o poder de desconstruir a barreira que Karen criou para se proteger, mas uma reviravolta inesperada faz com que ela prometa algo a Andrew que não sabe se poderá cumprir.
Agora, ela precisará escolher entre permanecer na escuridão do passado ou vislumbrar a possibilidade de um futuro. Mas será que Karen está pronta para optar pelo desejo de viver novamente?

Tudo que eles precisam para recomeçar é confiar na força do amor. O amor não escolhe hora nem lugar para acontecer. Muito menos as tragédias. Rick e Cath se veem separados por suas escolhas, mas uma fatalidade volta a uni-los. Será que o amor que sentem um pelo outro é grande o suficiente para superar esse imenso desafio e fazer com que voltem a caminhar juntos, enfrentando as dificuldades? Ou a tragédia que os abalou poderá separá-los de vez?

Inglaterra, 1870 Lorde Edrick Bradley III, segundo barão de Westling, cruza o caminho de Ashley Walker em uma nublada tarde de outono. Atraído e intrigado pela falta do esperado cumprimento, ele a segue até vê-la entrar no hotel da vila. Sem entender tamanha curiosidade, a espera. Ao se apresentar, a frieza com que é recebido eleva o mistério, incitando-o a desvendá-lo. A Srta. Walker desejou esquecer aquele encontro. Vivia na vila vizinha, agradecida por jamais ter estado diante do nobre cavalheiro e preferia que assim continuasse. Porém, afastar-se não seria fácil, pois estava prestes a descobrir que nem todo homem é mau, egoísta, ou aproveitador. E essa descoberta, aliada aos encantos de Edrick, fará ruir a sólida muralha protetiva que Ashley ergueu ao longo dos anos. Mudança inútil, pois ela era a Borboleta Negra, alguém que não serviria sequer para ser amante do honrado barão. Naquele lindo jardim ela jamais poderia pousar.

Dor. Esta é a única coisa que consigo sentir agora. Jamais pensei, em toda a minha vida, que seria abandonado por aqueles que diziam me amar. A sensação de impotência é agonizante, parece que vai rasgar o meu peito e destruir o restinho do eu que ainda sou. Eu juro que tentei ser o garoto perfeito, o exemplo em tudo que fazia, mas chega uma hora em que a gente precisa se libertar. O verdadeiro Daniel estava bem ali, diante dos meus pais. Eles diziam me amar, mas aquilo não passava de uma mentira baseada em uma vida de controle. Quando o pior aconteceu, pensei que estava sozinho, mas eu não estava. Foi quando percebi que os elos que formei nesta pequena jornada eram mais fortes que aço, todo o amor que senti conseguiu resistir ao trauma, se tornou inquebrável. Então, quero que vocês saibam que, assim como eu, não estão sozinhos. Não desistam de quem realmente são quando a dor os fizer chorar sem motivos. Vocês já sabem como foi o começo desta história. Estão prontos para saber como ela termina?

Ah, o amor! As dificuldades, os calafrios, os encontros inesperados, os pensamentos loucos... No segundo volume da série Love is in the air, você vai conhecer lindas histórias com uma pitada de drama, sobre amores que superam expectativas, mesmo quando parece que não vai dar certo. Carol Dias, Paula Toyneti Benalia, Cristina Melo e Liz Spencer apresentam romances ambientados em Paris, a Cidade Luz — dos croassaints, do amor e de cenários de tirar o fôlego —, para você se apaixonar ainda mais.
E então, o que acharam?
Impossível escolher um só, né?

Beijos! 

22 agosto 2017

[Resenha] True - @Verus_Editora

Nome: True
Autor(a): Erin McCarthy
Páginas: 256
ISBN: 9788576863335
Editora: Verus
Ano de lançamento: 2015
Comprar: Amazon

Quando as colegas de quarto de Rory descobrem que a tímida e estudiosa garota nunca passou uma noite com um homem, decidem que vão ajudá-la a perder a virgindade contratando o confiante e tatuado Tyler para fazer o serviço, porém sem o conhecimento dela. Tyler sabe que não é bom o bastante para Rory. Ela é brilhante, enquanto ele está lutando para se formar na faculdade e conseguir um emprego, para, então, poder tirar seus irmãos mais novos da mãe drogada. Mas ele acaba aceitando a proposta, pelo menos como uma oportunidade de conhecer Rory melhor. Há algo nela que o intriga e o faz querer ficar por perto mesmo sabendo que não deveria.
Divididos entre o bom senso e o desejo, os dois se veem envolvidos em uma relação apaixonada. Mas, quando a família desajustada de Tyler ameaça destruir seu futuro assim como o dela , Rory precisa decidir se vai cortar os laços com o perigoso mundo do namorado ou se vai seguir seu coração, não importa o preço a pagar.

Há poucas semanas atrás, eu fiz um post aqui no blog sobre dicas de livros new adults e mexendo na estante esses dias, achei um que li não faz muito tempo e simplesmente amei.

"True" é o primeiro livro de uma série chamada "True Believers" da autora Erin McCarthy. E nele vamos conhecer Rory e Tyler.


Rory é aquele tipo de menina certinha, vive para seus estudos e tem uma vida amorosa nem um pouco movimentada. Suas amigas a adoram e fazem de tudo para que ela curta mais a vida, saia mais e conheça novas pessoas. Com isso, elas resolvem pagar Tyler para ficar com ela, o que na minha opinião acho horrível, se alguma amiga fizesse isso comigo eu acabaria a amizade na mesma hora, né?

No entanto, Tyler sempre viu Rory de uma maneira diferente, ela não é como as outras patricinhas cheias de mimimi.

Já Tyler, ele é aquele típico bad boy, lindo e cheio de tatuagens. Eles estudam na mesma universidade, mas por trás de tudo isso, Tyler se mostra um garoto sensível, que gosta de ler, fragilizado pela vida e com uma mãe que não facilita as coisas.

Para mim esse foi o ponto mais alto do livro, a autora o desenvolveu de maneira incrível. A forma como Tyler se apaixona pela Rory... É muito amor.

"Eu não tenho nada pra te oferecer, Rory. Nada. [...] Tudo mudou, e eu não quero que você seja obrigada a lidar com as consequências dos meus problemas. Não é justo com você.''

"Havia algo muito charmoso nele, eu precisava admitir. Era como se ele soubesse exatamente quem era e não tivesse medo de se mostrar para ninguém. E, apesar de ele ser o bad boy que fumava, tinha tatuagens e não hesitava na hora de socar a cara de alguém, também gostava de ler. Eu admirava isso."
Definitivamente "True" entrou para minha lista de new adults favoritos. Não é o tipo de livro que você vai ler e te fará refletir sobre a vida e tudo mais. E sim uma leitura leve, rápida, ótima para quem quer curar ressaca literária.

Os personagens são cativantes, reais e é impossível não se apaixonar pelo Tyler, apesar de algumas atitudes do personagem irritarem um pouco, mas qual não nos irrita, não é?


Beijos!

21 agosto 2017

Correio Literário #49


Oioi gente!
Como estão? 
Eu estou cada vez mais ansiosa para a Bienal, apesar de já ter gastado quase todo o meu money com as promoções da Amazon nesses dois últimos meses, rs. Mas lembram dos livros que falei que ficaram faltando no último post da caixinha de correio? Então, hoje eu vim falar deles. Sigam-me!


Em parceria com a Faro Editorial, chegou o livro "A Marca da Destruição", eu estou muito curiosa para conhecer a série e mal esperar para ler.


Finalmente estou completando essa série que tanto amo! Fazia eras que queria esses livros e só agora consegui. Ainda faltam dois, mas vamo que vamo!


Outro livro que chegou foi, "Os Garotos Corvos", eu também estava querendo muito ele e mega ansiosa para ler.


Por último, mas não menos importante, chegou "O Príncipe Corvo" que será uma das minhas próximas leituras, senão a próxima. Tenho visto muitos comentários positivos sobre, então acho que vou gostar :)

***

Enfim, é isso, em breve teremos resenha deles aqui!

Acompanhei o blog nas redes sociais para ficar por dentro das novidades

Beijos:*
Até o próximo​ post!

18 agosto 2017

#GirlPower - Livros com personagens femininos fortes


Hello people!
O feminismo é assunto que está bastante em alta atualmente e quando falamos de livros e comparamos personagens é impossível não notar a personalidade de alguns. Principalmente se forem mocinhas a frente de seu tempo. Eu particularmente amo quando leio um livro com personagens femininos que sabem o que querem e fogem de todo aquele clichê.

Pensando nisso, eu separei algumas dicas de leitura para quem também gosta de livros assim, então vem comigo para saber mais!

Elizabeth Bennet

Jane Austen inicia Orgulho e Preconceito com uma das mais célebres frases da literatura inglesa: "É uma verdade universalmente reconhecida que um homem solteiro e muito rico deve precisar de uma esposa". O livro é o mais famoso da escritora e traz uma série de personagens inesquecíveis e um enredo memorável. Austen nos apresenta Elizabeth Bennet como heroina irresistível e seu pretendente aristocrático, o sr. Darcy. Nesse livro, aspectos diferentes são abordados: orgulho encontra preconceito, ascendência social confronta desprezo social, equívocos e julgamentos antecipados conduzem alguns personagens ao sofrimento e ao escândalo. Porém, muitos desses aspectos da trama conduzem os personagens ao auto-conhecimento e ao amor. O livro pode ser considerado a obra prima da escritora, que equilibra comédia com seriedade, observação meticulosa das atitudes humanas e sua ironia refinada.

Katniss Everdeen

Mistura de ficção científica com reality show, passando pela mitologia e pela filosofia com muita ação e aventura, Jogos Vorazes é o novo fenômeno da literatura jovem. Com um mote surpreendente, o livro, que está há mais de 85 semanas na lista de mais vendidos do The New York Times e de outras publicações de prestígio dos EUA, ganhou elogios de Rick Riordan, Stephenie Meyer e outros formadores de opinião e rendeu à autora Suzanne Collins lugar na badalada lista de 100 personalidades mais influentes do ano da revista Time.
Ambientado num futuro sombrio, Jogos Vorazes é pioneiro de uma tendência que vem ganhando força no mercado de best-sellers juvenis: a dos romances distópicos e pós-apocalípticos. Primeiro volume de uma trilogia, o livro narra uma luta mortal encenada por crianças e transmitida ao vivo para todos os habitantes de uma nação construída sobre as ruínas de um lugar anteriormente conhecido como América do Norte. Com sua narrativa ágil e ousada, Jogos Vorazes foi traduzido para mais de 30 idiomas e vem atraindo leitores de diversas faixas etárias.
Constituída por uma suntuosa Capital cercada de 12 distritos periféricos, a nação de Panem se ergueu após a destruição dos Estados Unidos. Como represália por um levante contra a Capital, a cada ano os distritos são forçados a enviar um menino e uma menina entre 12 e 18 anos para participar dos Jogos Vorazes. As regras são simples: os 24 tributos, como são chamados os jovens, são levados a uma gigantesca arena e devem lutar entre si até só restar um sobrevivente. O vitorioso, além da glória, leva grandes vantagens para o seu distrito.
Quando Katniss Everdeen, de 16 anos, decide participar dos Jogos Vorazes para poupar a irmã mais nova, causando grande comoção no país, ela sabe que essa pode ser a sua sentença de morte. Mas a jovem usa toda a sua habilidade de caça e sobrevivência ao ar livre para se manter viva. As reviravoltas do jogo e as dificuldades enfrentadas pela protagonista levam os leitores a sofrer junto com ela, enquanto descobrem um pouco sobre seu passado e seu relacionamento com Peeta Mellark, o outro tributo enviado pelo Distrito 12 para lutar nos Jogos Vorazes.
Inspirada pelo mito grego de Teseu e o Minotauro e bebendo nas melhores fontes da ficção científica, Suzanne Collins faz uma dura crítica à sociedade do espetáculo atual e prende a atenção do leitor da primeira à última página com um romance envolvente e perturbador.


Helena Conway

Algumas vezes, o seu pior inimigo será você.
Outras, alguém para quem você abriu o coração.
Helena Conway se apaixonou.
Contra sua vontade. Perdidamente. Mas não sem motivo.
Kit Isley é o oposto dela – desencanado, espontâneo, alguém diferente de todos os homens que conheceu.
Ele parece o seu complemento. Poderia ser tão perfeito… se Kit não fosse o namorado da sua melhor amiga.
Helena deve desafiar seu coração, fazer a coisa certa e pensar nos outros. Mas ela não o faz…
“Tentar se afastar da pessoa amada é como tentar se afogar. Você decide fugir da vida, pulando na água, mas vai contra a natureza não buscar o ar. Seu corpo clama por oxigênio; sua mente insiste que você precisa de ar. Então você acaba subindo à superfície, arfando, incapaz de negar a si mesma essa necessidade básica de ar. De amor. De desejo ardente.”
Você pode pensar que já viu histórias parecidas, mas nunca tão genuínas como essa. Tarryn, a escritora apaixonada por personagens reais, heroínas imperfeitas, mais uma vez entrega algo forte, pulsante, que nos faz sofrer mas também nos vicia. Depois dela, todas as outras histórias começam a parecer como contos de fadas.
Se você não quer se viciar, não leia a primeira página. 

Tris

Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto. A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é. E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.


Hermione Granger, Gina Wesley

Conheça Harry, filho de Tiago e Lílian Potter, feiticeiros que foram assassinados por um poderosíssimo bruxo, quando ele ainda era um bebê. Com isso, o menino acaba sendo levado para a casa dos tios que nada tinham a ver com o sobrenatural pelo contrário. Até os 10 anos, Harry foi uma espécie de gata borralheira: maltratado pelos tios, herdava roupas velhas do primo gorducho, tinha óculos remendados e era tratado como um estorvo. No dia de seu aniversário de 11 anos, entretanto, ele parece deslizar por um buraco sem fundo, como o de Alice no país das maravilhas, que o conduz a um mundo mágico. Descobre sua verdadeira história e seu destino: ser um aprendiz de feiticeiro até o dia em que terá que enfrentar a pior força do mal, o homem que assassinou seus pais, o terrível Lorde das Trevas.
O menino de olhos verdes, magricela e desengonçado, tão habituado à rejeição, descobre, também, que é um herói no universo dos magos. Potter fica sabendo que é a única pessoa a ter sobrevivido a um ataque do tal bruxo do mal e essa é a causa da marca em forma de raio que ele carrega na testa. Ele não é um garoto qualquer, ele sequer é um feiticeiro qualquer; ele é Harry Potter, símbolo de poder, resistência e um líder natural entre os sobrenaturais.

Quem já leu algum desses livros? O que achou?

Beijos!