15 janeiro 2018

Editora Arqueiro lança uma nova série da autora Abbi Glines

Olá humanos!
Abbi Glines está de volta! Uma nova série da autora diva de "Rosemary Beach" será publicada aqui no Brasil pela Editora Arqueiro, "Sea Breeze" e nesse mês já temos o primeiro volume nas livrarias, "Sem Fôlego".

Sadie White acabou de se mudar com a mãe grávida para a cidade litorânea de Sea Breeze, mas seu emprego de verão não vai ser na praia. Como a mãe dela se recusa a trabalhar, Sadie vai substituí-la como empregada doméstica numa mansão na ilha vizinha.

Quando os donos da casa chegam para as férias, Sadie se depara com ninguém menos que Jax Stone, um dos roqueiros mais desejados do mundo. Se Sadie fosse uma garota normal – se ela não tivesse passado a vida cuidando da mãe e dos afazeres domésticos –, talvez estivesse impressionada com a ideia de trabalhar para um astro do rock. Mas ela não está.

Na verdade, é Jax quem fica atraído por ela. Tudo a respeito de Sadie o fascina, mas ele luta contra esse desejo: relacionamentos nunca funcionam em seu mundo e, por mais que ele queira Sadie, sabe que ela merece algo melhor. Conforme o verão passa, no entanto, essa paixão começa a deixá-lo sem fôlego – e é como se Sadie fosse a única pessoa capaz de lhe devolver o oxigênio.

Será que o amor entre os dois pode superar as diferenças em seus estilos de vida? Jax e Sadie vão precisar respirar fundo e mergulhar nessa relação para descobrir.

Os livros da Abbi Glines foram os primeiros que li do gênero, confesso que estou bem curiosa para conhecer a série.



Acompanhe o blog nas redes sociais e fique por dentro das novidades! 

O que acharam? Deixe ai nos comentários :)
Beijos!

12 janeiro 2018

Wishlist de leituras de 2018


Hey gente! Tudo bem?
Eu não sei vocês, mas desde que o ano começou estou tentando organizar minhas leituras, minha meta foi por água abaixo ano passado, porém, nesse período de férias quero me desligar das séries e focar somente nos livros. O objetivo é fazer maratonas de leituras nos finais de semana! Vamos a lista \o



Para iniciar escolhi poucos livros, não vamos exagerar, certo? Aos poucos vou colocando mais livros na lista conforme for diminuindo, o problema é que lista de leitor nunca diminui e sim, só aumenta, rs.

No entanto, até o momento estou amando minha leitura atual que é "O Beijo Traiçoeiro", logo logo volto para contar mais detalhes dele :)

Beijos!

10 janeiro 2018

Lançamentos da @editoraarqueiro - Jan/2018


Hey genteeeee, tudo bem?
Vamos falar de lançamentos? O mês de janeiro começou com muitas novidades e livros incríveis! Agora imaginem uma leitora compulsiva olhando as novidades da Editora Arqueiro, quero todos! Surtem comigo:

Em A coroa da vingança, terceira e última aventura da série Deuses do Egito, Colleen Houck nos presenteia com um desfecho tão surpreendente e inspirado quanto o elaborado universo mitológico que criou.
Meses após sua pacata vida como herdeira milionária sofrer uma reviravolta e ela embarcar numa vertiginosa jornada pelo Egito, Lilliana Young está praticamente de volta à estaca zero.
Suas lembranças das aventuras egípcias e, especialmente, de Amon, o príncipe do sol, foram apagadas, e só resta a Lily atribuir os vestígios de estranhos acontecimentos a um sonho exótico. A não ser por um detalhe: duas estranhas vozes em sua mente, que pertencem a uma leoa e uma fada, a convencem de que ela não é mais a mesma e que seu corpo está se preparando para se transformar em outro ser.
Enquanto tenta dar sentido a tudo isso, Lily descobre que as forças do mal almejam destruir muito mais que sua sanidade mental – o que está em jogo é o futuro da humanidade.
Seth, o obscuro deus do caos, está prestes a se libertar da prisão onde se encontra confinado há milhares de anos, decidido a destruir o mundo e todos os deuses. Para enfrentá-lo de uma vez por todas, Lily se une a Amon e seus dois irmãos nesta terceira e última aventura da série Deuses do Egito.

Mais lindo que a lua, primeiro livro da série Irmãs Lyndon, é uma história irresistível sobre reencontros e desafios, romantismo e perseverança.
Foi amor à primeira vista. Mas Victoria Lyndon era a filha do vigário, e Robert Kemble, o elegante conde de Macclesfield. Foi o que bastou para os pais dos dois serem contra a união. Assim, quando o plano de fuga dos jovens deu errado, todos acreditaram que foi melhor assim.
Sete anos depois, quando Robert encontra Victoria por acaso, não consegue acreditar no que acontece: a garota que um dia destruiu seus sonhos ainda o deixa sem fôlego. E Victoria também logo vê que continua impossível resistir aos encantos dele. Mas como ela poderia dar uma segunda chance ao homem que lhe prometeu casamento e depois despedaçou suas esperanças?
Então, quando Robert lhe oferece um emprego um tanto incomum – ser sua amante –, Victoria não aceita, incapaz de sacrificar a dignidade, mesmo por ele. Mas Robert promete que Victoria será dele, não importa o que tenha que fazer. Depois de tantas mágoas, será que esses dois corações maltratados algum dia serão capazes de perdoar e permitir que o amor cure suas feridas?

Sadie White acabou de se mudar com a mãe grávida para a cidade litorânea de Sea Breeze, mas seu emprego de verão não vai ser na praia. Como a mãe dela se recusa a trabalhar, Sadie vai substituí-la como empregada doméstica numa mansão na ilha vizinha.
Quando os donos da casa chegam para as férias, Sadie se depara com ninguém menos que Jax Stone, um dos roqueiros mais desejados do mundo. Se Sadie fosse uma garota normal – se ela não tivesse passado a vida cuidando da mãe e dos afazeres domésticos –, talvez estivesse impressionada com a ideia de trabalhar para um astro do rock. Mas ela não está.
Na verdade, é Jax quem fica atraído por ela. Tudo a respeito de Sadie o fascina, mas ele luta contra esse desejo: relacionamentos nunca funcionam em seu mundo e, por mais que ele queira Sadie, sabe que ela merece algo melhor. Conforme o verão passa, no entanto, essa paixão começa a deixá-lo sem fôlego – e é como se Sadie fosse a única pessoa capaz de lhe devolver o oxigênio.
Será que o amor entre os dois pode superar as diferenças em seus estilos de vida? Jax e Sadie vão precisar respirar fundo e mergulhar nessa relação para descobrir.

O que você faria ao acordar de um coma? Voltaria para a antiga realidade? Ou começaria algo novo?
Eden Jones tem 17 anos e o futuro todo planejado. Com o apoio dos pais amorosos, do irmão gêmeo que a entende como ninguém e de Lucille, a melhor amiga de todas, sonha em estudar em Nova York e se tornar uma grande bailarina.
Então seu mundinho perfeito começa a desmoronar... Além de não se sair bem no primeiro teste para um balé importante, fica sem chão quando Lucille e seu irmão escondem dela que estão namorando.
Mas o destino achou que isso não era o bastante.
Eden passa por uma incrível experiência de quase morte, porém volta com muitas perguntas e não consegue retomar a vida.
As alucinações com flores negras e com a garota em coma na mesma ala do hospital onde esteve internada a levam a Joe, e só aí ela entende que não ter o controle das coisas pode ser libertador.

Uma princesa de Marte e As crônicas marcianas, dos mestres Edgar Rice Burroughs e Ray Bradbury, foram clássicos que influenciaram a imaginação de milhões de leitores e mostraram que aventuras espaciais não precisavam se passar numa galáxia distante, a anos-luz da Terra para serem emocionantes. Elas podiam ser travadas logo ali, no planeta vizinho.
Antes mesmo do programa Mariner e da corrida espacial, a imaginação já povoava nosso sistema solar com seres estranhos e civilizações ancestrais, nem sempre dispostos a fazer contato amigável com a Terra. E, de todos os planetas que orbitavam o nosso Sol, nenhum tinha uma aura de maior romantismo, mistério e aventura do que Marte.
Com contos escolhidos e editados por George R. R. Martin e Gardner Dozois, As crônicas de Marte retoma esse sentimento ao celebrar a Era de Ouro da ficção científica, um período recheado de histórias sobre colonizações interplanetárias e conflitos antigos.
Para essa missão, autores consagrados como Michael Moorcock, Mike Resnick, Joe R. Lansdale, S. M. Stirling, Mary Rosenblum, Ian McDonald, Liz Williams e James S. A. Corey foram convidados a revisitar o misterioso planeta vermelho, aqui representado como um destino exótico e desértico, com cidades em ruínas, civilizações impressionantes... e, é lógico, perigos inimagináveis.
Enfim, o bom e velho Marte está de volta.

Apenas meia guerra é travada com espadas.
A outra metade é travada com palavras.
A princesa Skara vê todos os que ama morrerem na sua frente e o seu palácio ser consumido pelas chamas. Tudo o que lhe resta são palavras... Mas palavras podem ser tão letais quanto armas. Disposta a se vingar, ela enfrenta seus medos e aguça a inteligência, indo atrás de pai Yarvi.
O ministro de Gettland já percorreu um longo caminho desde a escravidão, fazendo aliados entre antigos rivais e estabelecendo uma paz instável. Porém, agora, a cruel avó Wexen arregimenta o maior exército desde que os elfos guerrearam contra a Divindade Única e põe Yilling, o Brilhante, como seu comandante – um homem que venera apenas a Morte.
Skara pode ser a peça que faltava para forjar de vez a aliança entre Gettland e Vansterland, alicerçada na fortaleza de seus antepassados, pronta a enfrentar a fúria do Rei Supremo. Nessa guerra, ela contará com o apoio de uma ministra inexperiente, mas leal, e de um matador imprudente que espera superar fantasmas de antigos conflitos sangrentos.
Neste último episódio da série Mar Despedaçado, finalista do British Fantasy Awards, Skara e Yarvi lideram a grande e aguardada batalha rumo a um desfecho inimaginável.

Um amor proibido, uma traição terrível, uma agressão selvagem. Um romance de força impressionante, que nos faz mergulhar nas contradições do Mississippi pós-Segunda Guerra Mundial.
Ao descobrir que o marido, Henry, acaba de comprar uma fazenda de algodão no Sul dos Estados Unidos, Laura McAllan, uma típica mulher da cidade, compreende que nunca mais será feliz. Apesar disso, ela se esforça para criar as filhas num lugar inóspito, sob os olhos vigilantes e cruéis de seu sogro.
Enquanto os McAllans lutam para fazer prosperar uma terra infértil, dois bravos e condecorados soldados retornam do front e alteram para sempre a dinâmica não só da fazenda, mas da própria cidade. Jamie, o jovem e sedutor irmão de Henry, faz Laura de repente renascer para a vida, enquanto Ronsel, filho dos arrendatários negros que trabalham para Henry, demonstra uma altivez que não será aceita facilmente pelos brancos da região.
De fato, quando os jovens ex-combatentes se tornam amigos, sua improvável relação desperta sentimentos violentos nos habitantes e uma nova e impiedosa batalha tem início na vida de todos.
Alternando a narrativa entre vários pontos de vista, este premiado romance oferece ao leitor diferentes versões dos acontecimentos. Os personagens, lutando por sentimentos de amor e honra num lugar e época brutais, se veem dentro de uma tragédia de enormes proporções e encontram redenção onde menos esperam.

Em 1945, no final da Segunda Guerra Mundial, a enfermeira Claire Randall volta para os braços do marido, com quem desfruta uma segunda lua de mel em Inverness, nas Ilhas Britânicas. Durante a viagem, ela é atraída para um antigo círculo de pedras, no qual testemunha rituais misteriosos. Dias depois, quando resolve retornar ao local, algo inexplicável acontece: de repente se vê no ano de 1743, numa Escócia violenta e dominada por clãs guerreiros.
Tão logo percebe que foi arrastada para o passado por forças que não compreende, Claire precisa enfrentar intrigas e perigos que podem ameaçar a sua vida e partir o seu coração. Ao conhecer Jamie, um jovem guerreiro das Terras Altas, sente-se cada vez mais dividida entre a fidelidade ao marido e o desejo pelo escocês. Será ela capaz de resistir a uma paixão arrebatadora e regressar ao presente?

Claire Randall guardou um segredo por vinte anos. Ao voltar para as majestosas Terras Altas da Escócia, envoltas em brumas e mistério, está disposta a revelar à sua filha Brianna a surpreendente história do seu nascimento. É chegada a hora de contar a verdade sobre um antigo círculo de pedras, sobre um amor que transcende as fronteiras do tempo... e sobre o guerreiro escocês que a levou da segurança do século XX para os perigos do século XVIII.
O legado de sangue e desejo que envolve Brianna finalmente vem à tona quando Claire relembra a sua jornada em uma corte parisiense cheia de intrigas e conflitos, correndo contra o tempo para evitar o destino trágico da revolta dos escoceses. Mesmo com tudo o que conhece sobre o futuro, como será possível salvar a vida de James Fraser e da criança que carrega no ventre?
O que acharam? Eu mal posso esperar para ler *-*

Beijos! 

08 janeiro 2018

[Resenha] Ligações - @NovoSeculo

Nome: Ligações
Autor(a): Rainbow Rowell
Páginas: 304
ISBN: 978-8542804812
Editora: Novo Século
Ano de lançamento: 2015
Comprar: Amazon

Georgie McCool sabe que seu casamento está estagnado. Tem sido assim por um bom tempo. Ela ainda ama seu marido, Neal, e ele também a ama, profundamente – mas o relacionamento entre eles parece estar em segundo plano a essa altura. Talvez sempre esteve em segundo plano. Dois dias antes da tão planejada viagem para passar o Natal com a família do marido em Omaha, Georgie diz a ele que não poderá ir, por conta de uma proposta de trabalho irrecusável. Ela sabia que ele ficaria chateado – Neal está sempre um pouco chateado com Georgie –, mas não a ponto de fazer as malas e viajar sozinho com as crianças. Então, quando Neal e as filhas partem para o aeroporto, ela começa a se perguntar se finalmente conseguiu. Se finalmente arruinou tudo. Mas Georgie estava prestes a descobrir algo inacreditável: uma maneira de se comunicar com Neal no passado. Não se trata de uma viagem no tempo, não exatamente, mas ela sente como se isso fosse uma oportunidade única para consertar o seu casamento – antes mesmo de acontecer…Será que é isso mesmo o que ela deve fazer? Ou ambos estariam melhor se o seu casamento jamais tivesse acontecido? (SKOOB)

Depois de ler "Fangirl" Rainbow Rowell virou uma das minhas autoras favoritas, porém estava em uma ressaca que não conseguia ler nada, então praticamente todos os livros que tinha dela foram ficando de lado, até agora.

"Ligações" foi um dos últimos livros que li ano passado e preciso dizer que foi minha melhor leitura. Comecei sem nenhuma expectativas e pouco antes da metade já estava tão apaixonada pelos personagens principais que não conseguia largar o livro.

George é uma mulher de quase quarenta anos e está prestes a viajar com a família para passar o feriado de Natal, porém surge uma grande e inesperada novidade em seu trabalho, uma oportunidade que ela esperou a vida toda. Ela é roteirista num seriado de comédia junto com seu melhor amigo de faculdade, Seth e eles precisam entregar o piloto o quanto antes, para isso a única solução seria não viajar.

Neal é daqueles maridos mais compreensivos do mundo, sempre presente e um ótimo pai. Quando George conta que não vai mais viajar, Neal decide que irá com as filhas para Omaha mesmo assim. No fundo acredito que George tinha esperanças de que ele ficasse com ela em casa, mas uma hora a gente cansa, pois na vida deles sempre foi assim, apesar de Neal sempre a apoiar, George dava mais atenção para o trabalho do que para a família.


A intenção dela era trabalhar no roteiro do seriado até o Natal, no entanto seus planos não tiveram tanto sucesso assim depois da partida de Neal e as meninas. Ela não conseguia nem entrar em casa sem seu marido lá, então nesse meio tempo ela acabou ficando na casa da mãe junto com sua irmã e padastro. Para eles ela tinha se separado de Neal e ninguém acreditava quando ela dizia que não.

Seu casamento estava em crise, ela tinha plena consciência disso e só começou a se dar conta da situação em si, quando ela ligava para o marido e não conseguia falar com ele direito, isso quando ele atendia, porque na maioria das vezes era com as filhas que ela falava.

George encontrou em seu antigo quarto, um velho telefone amarelo, ao qual usava para fazer ligações para seu marido todas as noites, era a única forma de ter um pouco de privacidade para falar com Neal na casa da mãe. Porém, quando ele finalmente atende, quem está do outro lado da linha não é seu marido e sim seu namorado, o Neal de 1998.


A princípio, George acha que está enlouquecendo, tendo um surto ou qualquer coisa do tipo, afinal de contas como poderia falar com o Neal de 1998? Seria o telefone um objeto mágico que faria ligações para o passado? O fato é que ela realmente está falando com marido.

A partir daí nós vamos conhecer um pouquinho mais da história do casal, como eles se conheceram, ficaram juntos, essas coisas. É impossível não torcer para que tudo de certo entre eles e que fiquem bem logo.

É impressionante como a Rainbow conseguiu juntar drama, romance, comédia e uma viagem no tempo, por ligações, mas ainda assim uma viagem. Tudo isso num enredo incrível e muito bem desenvolvido. Não tem como não se apaixonar pela história, nem pelos personagens.

Os secundários foram os que mais gostei e me conquistaram de cara, a mãe dela é muito louca, dei boas risadas nos capítulos em que ela aparecia, uma família bem divertida diga-se de passagem. Entretanto, não posso dizer o mesmo do Seth, apesar de ele ser melhor amigo da George, achei o comportamento dele um tanto egoísta levando em conta que ela é casada e tudo mais, mas também compreendo em parte, pois afinal de contas foram anos lutando por um sonho que finalmente estaria se tornando realidade.


De todos os três livros que li da Rainbow, "Ligações" é de longe o meu favorito! Ao contrário de "Fangirl", a autora traz uma trama mais madura neste, que no início fiquei até meio receosa de ler, pois eles já eram casados. Contudo, toda essa ideia é deixada de lado quando começamos a ler, sem dúvida alguma a leitura de "Ligações" vale a pena.

Beijos!!